segunda-feira, fevereiro 18, 2008

touched

.
adj.
emotionally affected; moved.

.






































" que tipo de diário gostaria que o meu fosse?....
algo pouco formal, e ao mesmo tempo não desmazelado.
tão elástico que abranja qualquer coisa - sólida, ligeira ou bonita - que me venha ao pensar.
gostaria de o assemelhar a uma grande secretária velha, ou a uma mala espaçosa, para a qual se atira todo o tipo de coisas sem olhar.
gostaria de a ele voltar, após um ou dois anos, e descobrir que a colecção - como acontece misteriosamente com estes depósitos - se refinou e a si mesma organizou num molde,
transparente o suficiente para reflectir a luz da nossa vida,
mas ao mesmo tempo uma amálgama estável e tranquila
"


(virginia woolf, a writer's diary)












...









" sabe aquele blog do tipo que, apesar da sua vida corrida, com milhões de relatórios pra entregar, clientes pra recepcionar, patrão te enchendo o saco, você não pode deixar de dar uma olhadinha para conferir as novidades? aquele blog que você lê todo santo dia, mesmo que não haja novidades? aquele tipo que, no trabalho, ou numa caminhada, ou num churrasco entre amigos, você não vê a hora de acessar a internet pra dar uma olhadinha? enfim... pra atalhar... aquele blog que não te sai da cabeça???
presenteie, então, o autor desse blog com esse selo...
"































...












"este diário é o meu cachimbo de erva, haxixe e ópio.
é a minha droga e o meu vício."


(anaïs nin)

































...








obrigada
a quem
generosamente
comigo (o) vive.













obrigada






a ti








pela bondade,










a presença,










a partilha.

































(sky and water, m. c. escher)









...








17 comentários:

curse of millhaven disse...

:) tu mereces, nana.
o teu blog é mt mt tocante. tenho uma sensação de proximidade de ti ainda que nunca te tenha visto. acho que só por isso já vale a pena gastar algum tempo do nosso dia a ver estes espaços tão pessoais.

o teu blog é especial ;)

Ruela disse...

parabéns :)

Dalaila disse...

o diário que se escreve com mãos de quem vive,
em páginas brancas a caneta não para,
porque há palavras para serem escritas e devoradas

Atlantys disse...

algo pouco formal, e ao mesmo tempo não desmazelado.
tão elástico que abranja qualquer coisa - sólida, ligeira ou bonita - que me venha ao pensar.


É exactamente assim que vejo a maioria dos blogs que visito e onde obviamente o teu está incluído =)
E quem deixou quem com lagrimita no canto do olho agora, quem foi?
Um beijo grande, por tudo =)***

luci disse...

obrigada a ti...

~pi disse...

emotionally affected:

by your emotions

by your writing...

bettips disse...

Um dia
Um dia olharás o teu caderno
o teu diário de longe
e será como Escher
un tromp d'oeil!
Mil pontos de fuga.
Mas cumpre-te pls, na idade de fazer.
Bj

Ad astra disse...

porque és
pelo que és
porque existes

obrigada também

beijinho

un dress disse...

de ti para todos...tudo:


obrigada pela minha parte! :)








~~










.beijO

little_blue_sheep disse...

:)

***

JMPR disse...

Há momentos em que preciso de espaço, outros em que a liberdade me faz sentir inundado de nada e aqueles em que a distância do fim se aproxima vertiginosamente.

Esperava que este continuasse...
mas sei que de Portugal ou Inglaterra, virá novamente, como o primeiro.

Gi disse...

e não sai mesmo

parabéns nana, mereces

tens uma forma muito "sui generis"

de apresentar este teu diário,

esta partilha. Criativa , intíma.

Eu gosto


Um beijo

Maria Laura disse...

Parabéns. Só hoje conheci o teu diário. Parece-me que te reflecte. Muita beleza, aqui.

rosasiventos disse...

olhar-te a história

escavar-te o traço

desfazer-te o laço

um Ar de disse...

Também adoro andar por aqui... a ouvir/ver/ler os teus muitos (mar)ulhares ou olhares.

[BEIJO]
...GrAnDe.......

post-it disse...

Muitissimo justo!
:))

K disse...

Palavras e música!
A injustiça é ser privado delas!