quarta-feira, dezembro 12, 2007

saías de uma casa onde eu estava também.


choravas.


não me vias
- talvez a ninguém -
e choravas.


como que perdido.


menino, de novo.


como quando.




e falavas sozinho.



que tua mãe te tinha dito
antes de morreres
- como se vida, ela, embora então





eu depois vou buscar-te a uma lua qualquer.








...










logo a seguir o alarme acordou-me do sonho

e o choro brusco da presença de ti.
























(
the girl comprehending infinity on a red chair, de bogdan zwir)








...













a rita foi a primeira.
a descoberta de uma nova dimensão de sentir
que nunca antes.


graças a ela
acredito
a avó que era luz de mãe viveu mais a alegria em seu tempo de fim.





depois veio o diogo
- o primeiro rapaz.


graças a ele
(com a rita)
acredito
vivemos mais serenamente a saudade de minha avó.





a sara veio quando o pesadelo estava para começar.
de verdade.
em verdade.


graças a ela
(com o diogo
e a rita)
acredito
viveu nosso missing man, também, tão mais do que se não.



por eles, os últimos
mais fundos
sorrisos.




...



" a brand new baby was born yesterday
just in time





papa cried, baby cried
said "your tears are like mine"







i heard some words
from a friend on the phone
that didn't sound so good





the doctor gave him two weeks to live
- i'd give him more
if i could













you know that i would now










if only i could










you know that i would now










if only i could
















passaram-se

6 meses.


todo esse tempo
incalculável
insuperável
inaceitável
desde um último
teu
respirar.




e no entanto,

no entanto,

no meio desse tempo,
há 18 ontens atrás,
com a força do sangue que lhe vive nas veias,
respirou o tiago
connosco
pela primeira vez
.


..



com ele

(e a rita
e o diogo
e a sara...)

acredito
- acredito -
que.














down the middle drops one more
grain of sand





they say that
new life makes losing life easier to understand







words are kind
they help ease the mind
- i'll miss my old friend





and though you gotta go
we'll keep a piece of your soul




- one goes out,

















one comes in











you know that i would now










if only i could










you know that i would now










if only i could "









.














e lembro
lembro
estas palavras
em meus ouvidos
ao passar as portas
- tantas vezes
tantas portas -
do hospital.












que sonhava abertas






para ti.

















(if only i could)
































(eleventh hour, de felicity rogers)










..









persistes.







vives.









dentro.

50 comentários:

DoCeu disse...

Abraço muito quentinho.
Que está quase a ser dado ao vivo!!!!

MNN disse...

E viva o Tiago :)

curse of millhaven disse...

o milagre da vida.


obrigada pelas palavras inspiradoras.

********

JRL disse...

Um beijinho nana e um excelente fim de semana.

~pi disse...

~



words are kind
they help ease the mind

ainda bem nana

e sim.

recordo-te o magnífico poema que me deixaste

de jorge luís borges.

imprimir para nunca esquecer.

ele sabe e ele diz.




~

Anónimo disse...

É verdade, digo-o agora, que sentido o poema do Jorge Luis Borges! e como o foste descobrir!

A Vida é assim como uma nora - têm que nascer uns, para ajudar a aguentar a falta de outros...

@-,-'-

M_d_O_M

astrid disse...

nana

És linda, sabes!
Amei este texto.
marulhos
bjs

JoaoN disse...

:-D

Um Ar De... disse...

Achei triste...
Mas eu ando triste.
Também, talvez, por isso...
Bj

un dress disse...

" após um tempo,
aprendemos a diferença subtil
entre segurar uma mão
e acorrentar uma alma,
e aprendemos
que o amor não significa deitar-se
e uma companhia não significa segurança
e começamos a aprender...
que os beijos não são contratos
e os presentes não são promessas
e começamos a aceitar as derrotas
de cabeça levantada e os olhos abertos
aprendemos a construir
todos os seus caminhos de hoje,
porque a terra amanhã
é demasiado incerta para planos...
e os futuros têm um forma de ficarem
pela metade.
e depois de um tempo
aprendemos que se for demasiado,
até um calorzinho do sol queima.
assim plantamos nosso próprio jardim
e decoramos nossa própria alma,
em vez de esperarmos que alguém nos traga flores.
e aprendemos que realmente podemos aguentar,
que somos realmente fortes,
que valemos realmente a pena,
e aprendemos e aprendemos...
e em cada dia aprendemos. "


(jorge luis borges)



devolvo-te a cópia.

para que nunca esqueças o que ele sabe e nos ensina.




abraÇo-TE ~

delusions disse...

"they say that
new life makes losing life easier to understand"


...

adorei o post...um mar sereno imenso preenchido cheio...um mar maramarmar....



Bjinho*

Fica bem

Ruela disse...

;)
Merry Christmas and Happy New Year

Ad astra disse...

da perpetuidade...

do amor que não se esgota.




Feito de partilha um

terno Beijo

bettips disse...

Um incrível silêncio-espaço que chora.
Acreditas...que isso te salve!
E o SOL te brilhe, largo...
Aqui, embalando a saudade.
Beijinhos

Atlantys disse...

Sem palavras...
Uma beijoka grande, do tamanho do mundo =)*******

Dalaila disse...

quando o alarme soa...

e arrepia...

o silêncio estridente da ausência

Stella Nijinsky disse...

Oi Nana,

A concretização do ciclo de vida!
Cortante quando encurtada, quando não cumprido na sua plenitude.
Ficam os filhos a comprová-lo, quer de um modo ou de outro.

Um beijo grande e solidário,

Stella

Gi disse...

nana

senti-te em cada letra, em cada palavra, em cada linha

por mais tempo que passe ñada se esquece

mas atenua

acredita! Já perdi faz muito TODOS os que fizeram parte do meu passado. Memórias vivas só tenho as minhas.

Atenua
nunca deixa de doer
agora é a vez de ser eu a memórria viva dos outros, dos que vi crescer

e com eles cresceu o calor no meu coração.

preciso deles e eles de mim

como tu

e agora o Tiago

e todos os outros antes e depois dele

Um beijo

Homem sem rosto disse...

Minha Amiga

Foi com profunda emoção que senti neste seu texto a magoa e a revolta que a envolve.

No tenho consciência que a vida na sua multiplicidade tanto nos acarinha como nos magoa.

Tomo pois a liberdade de relembrar aqui as sabias palavras do meu tio Francisco Nicolau, que nos momentos terminais da sua agoniante doença, a que chamamos cancro, disse: "a única coisa de boa que reside na morte é o facto de está só surgir uma vez na vida de cada um de nós"

Um beijo e boa semana

Mário J. Nicolau

Ad astra disse...

Passei de novo para te deixar um beijinho

un dress disse...

eu depois

vou buscar-te

a uma lua

qualquer...

ana disse...

intensamente nos comunicas dor e saudade...

Alecrim disse...

Um beijo carinhoso e sem palavras.

InêsN disse...

só hoje li...

(choro e sorrio ao mesmo tempo)

abraço!

MNN disse...

http://bp1.blogger.com/_m9U1-1Lk__0/R2VfYsM8W5I/AAAAAAAAA5Q/IwHcJD_Z4XU/s1600-h/PULSARVOTOS.jpg

Cris disse...

Extraordinário!...

beijinho

K disse...

A dor não vive sem que a alimentemos...assim como tudo na vida

O Profeta disse...

Para ti que me visitaste
Ao longo destes poucos meses
Ofereço-te uma prenda singela
Uma estrela de mil cores

Roubei-a ao firmamento
Deposito-a na tua mão
Para que neste Natal
Te ilumine o coração

Um Santo e Mágico Natal


Doce beijo

Freyja disse...

tu intensidad impresiona y me encanto, te dejo mi abrazo grande
muchas gracias por tus saludos y compañia amiga y mil disculpas si no te he venido a ver antes, pero he estado enferma y no he podido contestar los saludos, pero voy lentamente saludando a los amigos y dejandoles un abrazo muy grande
una feliz navidad junto a la familia y un bello año nuevo de mil cosas lindas
te dejo muchos cariños y que estes muy bien
mil besitos


besos y sueños

un dress disse...

NAS












CER









de sangue ar musgo vento e água

Atlantys disse...

Hoje passo por aqui para deixar uma beijoka e desejos de FELIZ NATALLLLLLL =)***

little_blue_sheep disse...

Feliz Natal
:*

xana disse...

«...“Happy Christmas to all, and to all a good-night”...»

Obrigada... :o)**

magarça disse...

Um sorriso amigo e votos de um natal em paz. bjs

Mar Arável disse...

É BOM DESMAIAR OS OLHOS

NO MAR DESGRENHADO

MESMO QUANDO

CARREGAMOS TODAS AS FALÉSIAS

Maria Liberdade disse...

E cada dia que passa, torna tudo mais precioso... E gela-nos de saudade só de pensar.

un dress disse...

que

2008

te

abraCe

beijE

e

arredOnde

a

alMa :)

delusions disse...

"eu depois vou buscar-te a uma lua qualquer."



...


voltei e aproveito para desejar umas boas entradas no novo ano.
bom 2008*

feel it disse...

porque a vida sabe bem... abraça-la é bom...

Um Ar De... disse...

Nana...

É um nome lindíssimo, reparei hoje, não sei porquê.

Tinha saudades de passar por aqui.

A esta hora [as horas que eu gosto], o Tiago nana... deixai-o dormir, deixai-o...

Um bom ano para ti.

Bj

O Profeta disse...

Olhos abertos de espanto
A esperança renovada
Há um novo ano que anuncia
Os passos da felicidade na sua chegada

E porque gosto de ti
Companheira de viagem
Que a minha companhia
Não seja uma miragem

E porque tocaste o profeta
Com a delicadeza da tua terna mão
No abrir das minhas portas
Ilumino teu coração


Um mágico 2008


Um beijo de luz

Gi disse...

Trago-te a lua na palma da mão

e um beijo

e um voto

FELIZ 2008

Tudo de bom para ti e para os que te são queridos

princesse sophie disse...

Os diferentes sentir de amor.
Mais do que ler palavras, reconhecia-as.

Um grande beijinho para ti.

Ad astra disse...

Um beijinho para ti minha amiga
e um Ano novo muito feliz, que sei mereceres!!!

~pi disse...

eu quero

ser inventada

como

chama

linha

corpo d´ água

que não sabe

onde

c

a

i

a

.


.


.


:) beijO

~pi disse...

até já...

legivel disse...

... só para dizer-te que (pese embora o meu virtualíssimo registo carregado de ironia cinzenta) também acredito.

ah! - antes que me esqueça: entra-se neste espaço e parece que estamos a falar com alguém de família, das coisas do quotidiano que nos preechem a vidinha. Posso sentar-me?

Um ano bom para ti.

Gi disse...

Vim deixar um beijinho, faz tempo que não apareces... nem aqui :)

Cometa 2000 disse...

acredito

~pi disse...

beijinhos e abraÇo