sexta-feira, julho 27, 2007

(a)o pé da partida.






















volto à minha escola de adulta-menina.
visito quem fui.

durante 5 anos, estas paredes me viram crescer cair reviver amar mudar de vida trocar de amor aprender coisas conhecer quem sou namorar crescer.

aqui fiz amizades para uma toda vida
e é tão estranho estar de volta que podia chorar.
pelo que não volta, nunca mais.
e no entanto a felicidade, a liberdade, o ar puro de agora.
que dantes, aqui, eu não via, não sentia, não sabia em mim.
mesmo se os outros.

sentávamo-nos aqui, como outros, como estes que agora se sentam nas nossas cadeiras, às nossas mesas, nos nossos lugares.
daquela mesa lembro um silêncio que me fez perceber o amor da amizade.
nesta em que me sento, “o búzio de cós” me chegou à vida, e as palavras nele escritas à mão por essa menina de sempre em mim me fizeram saber a força e eternidade de tão inqualificável amizade.
com ela, por ela, o menino que vai ser pai a ser menino dentro, ele que a cada reencontro me lembra e faz saber que seremos sempre sorriso e cumplicidade.
para além da distância do tempo.
ou do tempo da distância – tanto me faz.

aqui pela primeira vez os ciúmes desse amor que eu não sabia,
mas que afinal.
ano após ano.
até que.

aqui vivi muito.
ri, partilhei, fui feliz.

aqui, nesse tempo, a partilha nos movia a nós, amigos maravilhados na nossa própria amizade.
mais, muito mais que qualquer outra coisa, qualquer outro querer,
nós queríamos dar, mostrar, partilhar.
queríamos ser.

por isso hoje – hoje – somos
conseguimos ser
ainda
nós.
em nós.

por isso sorrio, de lágrimas nos olhos,
a essa melancolia feliz do que não volta
mas é.
para sempre.
















(imagem: woman with umbrella, de michelle whitcomb)

7 comentários:

Anónimo disse...

Pois é tão estranho, mexe tanto com a gente, não é?...
Agora imagina o que foi o almoço no Liceu, ao fim de 25 anos... :-)

xxx
Tzinha

Sandrinha disse...

Vai minha menina e encontra-te outra vez...
Eu tenho sempre um abraço à tua espera.

little_blue_sheep disse...

mais um post MARAVILHOSO!
beijokinhas!
bom domingo!
*

joaninha disse...

:') lindo... como sempre...

~pi disse...

memórias vivas...

lindo!

~pi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
un dress disse...

grande doçura neste regresso continuado
entre passado e presente...

um pé atrás do outro
um sonho que se esfarela e vai dando lugar à vida e a alimenta. porque nela se funda: passado e presente ~~


beijO :)