sábado, novembro 04, 2006

os foguetes lá fora...

iluminam o céu sem que os veja
e fazem-me ouvir a festa de alguns.
lembro as noites de fim-de-ano em beja,
à janela da casa
da minha avó
a vê-los dar cor ao céu
sobre a igreja do carmo.

agora trabalho, ainda.
não participo na festa.
afasto as cortinas da janela,
vejo do outro lado da rua
como eu
uma menina
pequenina
fazer o mesmo
olhando o céu.
vejo o reflexo do fogo-de-artifício
na janela ao lado da dela,
ela vê "the real thing"
sobre a minha casa.
"bonfire night" lhe chamam.
fui o ano passado
e gostei muito.

este ano tenho quase 30,
como brinde aquele "q" de responsabilidade
por que luto -
mente e coração apontados ao crescer,
e ao mesmo tempo este cansaço do trabalho
vontade de mandar tudo às urtigas
às vezes
assim mesmo
para que se pique o raio da realidade
e veja o que é bom para a tosse.

amanhã
trabalho também.
e para amanhã
a previsão meteorológica
é boa.
podia ir saltar.
mas.

....


f$#*-se!,
esta coisa de "ganhar a vida"
(não era suposto ser minha? mas que moenga!!!!)
pode ser uma seca
que nem vos conto!

6 comentários:

MNN disse...

Como é duro trabalhar

Fui caminhando, caminhando
À procura de um lugar
Com uma palhoça, uma morena
E um cantinho pra plantar

Achei a terra, vi a casa
Só faltava capinar
Mas sem o colo da morena
Quem sou eu pra me abusar

E lá vou eu
Paro aqui, paro acolá
E lá vou eu
Como é duro trabalhar

E vou cantando, tiro moda
Faço roda no arraial
Busco a morena de olho em calda
Cheiro de canavial

E bico essa, bico aquela
Vou bicando sem parar
Mas não tem mais moça donzela
Que mereça eu me abusar

Vinicius de Moraes

little_blue_sheep disse...

...bonito!!!...

bom domingo!

;)

Anónimo disse...

Ah, pois... :-/

Dijambura disse...

Também me deparo com essa questão da vida para ganhar a vida, entao e nós?

InêsN disse...

that's called...reality!

;o)*

Sandrinha disse...

Tens toda a razão!!
Ganhar o que é suposto ser já nosso!!

:oS