domingo, novembro 26, 2006

obrigada, mário.










" Ama como começa a estrada "


......


mário cesariny de vasconcelos, 1923 - 2006



" Raio de Luz

Burgueses somos nós todos
ou ainda menos.

Burgueses somos nós todos
desde pequenos.

Burgueses somos nós todos
ó literatos.

Burgueses somos nós todos
ratos e gatos.

Burgueses somos nós todos
por nossas mãos.

Burgueses somos nós todos
que horror irmãos.

Burgueses somos nós todos
ou ainda menos.

Burgueses somos nós todos
desde pequenos. "



.....



.



e por isto, por isto também
tanto
(entre)
tanto


"queria de ti um país de bondade e de bruma
queria de ti o mar de uma rosa de espuma"


.....



.........


...


obrigada, mário.


@-,-'-

6 comentários:

aqui-há-gato disse...

Junto o teu ao meu obrigado:)
Os grandes são eternos!




Miau do gato

Anónimo disse...

... dia triste, o de hoje...

... foi este "grande" que me fez ler poesia. é ele que me faz continuar a fazê-lo...

:) sorrisos para ti, também porque escolheste uma linda maneira de homenagear um dos maiores! :)

la bonne sophie disse...

Cada vez menos.., mas o Adeus é um até breve porque ele continua em cada palavra que deixou!
Obrigada!

colher de chá disse...

Obrigada Mário, obrigada a ti Nana, por tal lembrança. É bom saber que há por aí muito mais pessoas do q eu julgava para quem se perde um Grande Senhor. Bonita partilha, bonito espaço.

Eu disse...

vim agradecer a tua visita, adorei o teu blog
um beijão

Anónimo disse...

gostei de te conhecer através das tuas "manias". gostei do teu blog. um beijão