terça-feira, junho 05, 2007

exorcismo.










.....




livro-me de (outras) dores.

parto delas
para não ter
nunca mais
que partir de mim.





[montagem: abandono, de ana nicolau - 27.março.2007
música: window, de the album leaf
poemas: sophia de mello breyner andresen, por luís miguel cintra
imagens: peter kozikowski, walfran guedes, gustav klimt, elena vasilieva, isabel faria, philip kaufman, rodin, munch, guayasamin, noronha da costa, stanley kubrick, desiree dolron, eugeny kozhevnikov, graça morais, entre outros (nomes de autores não mencionados nas páginas onde os encontrei) ]

16 comentários:

la bonne sophie disse...

Não sei como o fazes, mas fá-lo muito bem. Continua a sentir, muito e intensamente porque transmites vida e esperança em cada pormenor.

Sandrinha disse...

Talvez agora seja,
mas...
não tem sempre que ser dor.

MNN disse...

....ups...excelente :)

colher de chá disse...

muito, muito, muito bom. fabuloso, comovente. posso agradecer?

um beijinho

little_blue_sheep disse...

...bonito!...

vanessa disse...

o mundo não seria o mesmo sem ti.

o alquimista disse...

São tantas, as palavras, ditas ao deus dará, envoltas em doçura, amargas, alguém sempre as terá. São chicote, são terno, afago, são o sol da ilusão, são perversas ou vil loucura, são, o querer a contradição, não deixam marcas na areia...

Espero-te para um sortilégio de ternura


Doce beijo

bettips disse...

Que linda princesinha eu encontrei por acaso...com tantos nomes comuns amados, e tantas palavras borbotadas em ternura!
E vives em Inglaterra, a minha cidade de coração é Londres, os verdes e as confusões não me cansam. Cidade onde dobras a esquina e tens o silêncio profundo do branco das casas vitorianas: one te apetece saltar como criança, degrau acima e abaixo. Beijinho, obrigada por teres passado no meu lugar!

eu... disse...

adorei...
um beijão

pé descalço disse...

Nana

pior que qualquer dôr fisica
é a dôr que nos atormenta a alma
porque muitas vezes sabemos de onde vem
mas desconhecemos até onde pode ir
e livrar-mo-nos dela
é sempre uma grande vitória
mais não seja pela paz interior...

Bjs

Maria P. disse...

Também aqui se encontra Paz, palavras para meditar...

Obrigada, beijinho.

LEXIA disse...

beijocas a matar saudades

Ramoa disse...

Simplesmente fiquei rendido à brutalidade emocional das palavras...

joaninha disse...

as vezes custa tanto...

*beijinho*

un dress disse...

podemos amar a dor ...?

Joana Morais disse...

é muito bonito, parabéns nana.
um beijo