segunda-feira, fevereiro 05, 2007

era quase inverno.
eu lembro-me.
acordaste
preparaste a vida do dia
e disseste
pensaste
não
isto não chega,
já chega de.

pediste licença à dor
à dúvida
e ao passado que

criaste um sorriso de mar
viste nascer a lua nova
e quando viste para além da chuva

soubeste

"é tempo de viver o amor
é tempo de viver o desejo
é tempo de viver a vida.
agora,
eu,
a minha vida."

falaste o amor
sentiste a força
sorriste de vida

e nós soubemos
soubemos
contigo.

soubemos que tinhas de ir.

porque o teu amor é puro
e verdadeiro
e tu.

porque a força que nele vive
a certeza que respira
esse sem-fim de acreditar.

agora vais ser feliz
ver a vida "abensonhada"
abrir a alma
e voar.

7 comentários:

inesn disse...

voa...

e sê feliz!

:)

Anónimo disse...

Realmente a tua Amiga tem muita sorte em te ter como Amiga. Que palavras lindas. Tambem lhe desejo o melhor. Mas tambem te desejo a ti. Que encontres a tua Paz e o teu caminho. Beijos,
Ana

o alquimista disse...

Fiz silêncio para ler-te...voa nas asas do sonho...


Doce beijo

o alquimista disse...

Fiz silêncio para ler-te...voa nas asas do sonho...


Doce beijo

melena disse...

poema mto belo.

abramos todos as assas à vida

ALEXIA disse...

voar e ser feliz?

beijos

Sandrinha disse...

Vou...

fui...

estou...

aqui com a tua força, com as minhas asas a voar e a ser feliz!

@-,--