quarta-feira, janeiro 03, 2007

2007.


















" Eu, Caçador de Mim


Por tanto amor, por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz, manso ou feroz
Eu, caçador de mim
Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim

Nada a temer
Senão o correr da luta
Nada a fazer
Senão esquecer o medo
Abrir o peito à força
Numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Vou descobrir o que me faz sentir
Eu, caçador de mim "

(Sérgio Magrão e Luís Carlos Sá)


.....


never
ever
ever.

9 comentários:

Tiago Franco disse...

Bom ano para ti também :)
A propósito...excelente dica no hotel.
O meu pai adorou :)
Obrigado.

Anónimo disse...

estou aqui.contigo.sem desistir.de mão dada.só é preciso que me vejas.abraço-te.

la bonne sophie disse...

beber a coragem de um copo vazio...se isso for necessário...,mas nunca desistir. Bom ano!

joaninha disse...

BOM 2007! que o pior deste novo ano seja o melhor de 2006...

beijinhos

ALEXIA disse...

Passei para te deixar mil beijocas e desejar um ano de 2007 cheio de coisas boas

Sandrinha disse...

never

ever

ever...

@-,--

ALEXIA disse...

Beijoca de bom fim de semana

DoCeu disse...

Diria mm + : neverthless!!! :-)

xxx
Tzinha

Dijambura disse...

A verdadeira origem de nós é essa...pena que alguns se esqueçam! Força para a tua luta!