sábado, julho 15, 2006

lembranças vivas da vida.













" Um amigo é uma pedra. Parede. Que serve para segurar. Tecto. Que serve para atirar. Chão. Que serve para brincar. Um amigo é uma pedra grande que empurramos e não se mexe. Nunca muda de natureza. Nunca muda de lugar. Nunca se vai embora. Fogueira. Um amigo é uma pedra quente que pomos no coração. A arder.
Um amigo é um doido que nos acalma, um doente que não queremos curar. É um partilhador de mentiras, um fazedor de planos, um contador de segredos. É um prato que se parte sem ser preciso pagar.
Não há cara mais bonita e mais precisa do que aquela que se conhece. Não há uma palavra parecida com o nome dele. Não há um momento do mundo em que não apeteça vê-lo. Nem que seja só para vê-lo. Não há uma multidão suficientemente grande para escondê-lo. Nem desconhecidos, nem surpresas, nem sonhos.
Um amigo é uma paciência, uma indiferença ao que temos de pior. É uma tolerância absurda, que sabe bem receber. É uma falha total de juízo. Um amigo é quem está sempre do nosso lado, sobretudo quando não temos razão, que é quando mais precisamos. Um amigo é um incondicional, um irreflectido, um intransigente.
Um amigo é um eu em melhor.
Um amigo é um eu em infinito. "

(miguel esteves cardoso)


aos que são
estão
não vão

...

obrigada.
por mim.

2 comentários:

toda a gente bloga disse...

Amigo, maior q o pensamento por essa estrada amigo vem
Não percas tempo q o vento
é teu amigo também

Em terras
em todas as fronteiras
seja benvindo quem vier por bem
se alguém houver que n queira
trá-lo ctg também

Aqueles
Aqueles que ficaram
(em toda a parte todo mundo tem)
Em sonhos me visitaram
traz outro amigo também...

PS - Resolvi utilizar as palavras de outros!!
BJs Gds
XM

Sandrinha disse...

Lembro-me de me teres escrito este texto há muitos anos na capa do "nosso" livro e tu não sabes o que eu já procurei por ele na net!

Já fiz o copy paste para o Postar descaradamente um dia destes com umas fotos a condizer!

...

Tu és um dos meus "eus em melhor"!

...

Beijo-te a mão