quinta-feira, julho 13, 2006

encontro.

"Mar

Mar, metade da minha alma é feita de maresia
Pois é pela mesma inquietação e nostalgia,
Que há no vasto clamor da maré cheia,
Que nunca nenhum bem me satisfez.
E é porque as tuas ondas desfeitas pela areia
Mais fortes se levantam outra vez,
Que após cada queda caminho para a vida,
Por uma nova ilusão entontecida.

E se vou dizendo aos astros o meu mal
É porque também tu revoltado e teatral
Fazes soar a tua dor pelas alturas.
E se antes de tudo odeio e fujo
O que é impuro, profano e sujo,
É só porque as tuas ondas são puras. "

(sophia de mello breyner andresen)














hoje
regresso
finalmente
a mim.

3 comentários:

Lunmar disse...

encontro.
gostei tanto de estar contigo, meu anjo.
tinha tantas saudades tuas, de nós!
tantas!!!
o teu amor preenche me, alucina me
"porque as tuas ondas são puras"...
porque tu és um anjo puro...

Beijos da tua luna e da Mary
(da base desse teu look)

InêsN disse...

fico com a ideia de que fui a causa do regresso não se ter dado à mais tempo...

...

Sandrinha disse...

Dá um mergulho no nosso mar por mim!

Bêjus!