quarta-feira, maio 02, 2007

canto de vida.












" monday finds you like a bomb
that's been left ticking there too long
- you're bleeding
some days there's nothing left to learn
from the point of no return
- you're leaving

hey hey i saved the world today
everybody's happy now
the bad thing's gone away
and everybody's happy now
the good thing's here to stay
- please let it stay

theres a million mouths to feed
and i've got everything i need
- i'm breathing
and there's a hurting thing inside
but i've got everything to hide
- i'm grieving

hey hey i saved the world today
everybody's happy now
the bad thing's gone away
and everybody's happy now
the good thing's here to stay
- please let it stay "


(eurythmics, i saved the world today)



...


canto
vivo
sozinha
por uns dias
neste espaço que também me é casa.
que volta a sê-lo.
por mais diferente.
aquela a que o filho sempre.
aquela que "no matter what".
aquela onde uma mãe lambe as feridas a suas crias
e as ensina e ajuda a caminhar de novo.
por seu próprio pé.
lhes dá asas para que voem
sós
e lhes rega as raízes,
também.

e sei
sinto
a sorte que tenho
de ter
sempre
como porto de abrigo
esta casa
canto
de mim.

também
por isso
sou feliz.
não posso não o ser.
há isto,
há aquilo,
e o isto é tão grande, tão sem tamanho, tão injusto de dor...
e o aquilo magoa tanto, é tão dentro, tão injusto de ausência...
mas não posso dizer que não sou feliz.

meu pai sorri dentro
nos olhos
por mais sem força
por mais sem mostra
ainda
quando sente o amor.

isso faz-me sorrir
ainda

ser
ainda

com ele
por ele
vida.

....


e às vezes invade-me assim este amor todo
pela vida e os outros
todos os outros
que vivem e não
que escondem e não
que aceitam e não.
se aceitam.
e não.

às vezes ando assim pela rua
e é como se
de cada ser
que cruza nossos caminhos
emanasse uma luz
tão imensa de si,
tão bonita de vida,
tão côr de nós....

penso na dor.
sim.
sinto-a.
tanto.

mas.
a vida.


.....







e eu queria salvar o mundo.
fazer de todos os dias abril, dentro.
a felicidade de ser livre.
a liberdade para ser feliz.
sem o medo.
sem muros ou defesas.

eu queria mesmo salvar o mundo.
abraçá-lo.
embalá-lo.

abri-lo por dentro
ir ao mais centro dos centros
e plantar a felicidade.

aguardar a estrela de alba
e vê-lo acordar de vida.
em liberdade.

11 comentários:

Anónimo disse...

Ora assim é q eu gosto!
Abração
Tzinha

inesn disse...

este é o seu legado:

o amor à vida...

*

little_blue_sheep disse...

:)

...sozinha?...não!...tens as palavras que acompanham, confortam, mesmo que doam...jamais estaremos sozinhos enquanto tivermos palavras...

*

Sandrinha disse...

Querias? Não! Queres!

:o)

Entre linhas... disse...

Nunca estámos sózinhos,temos alguém do nosso lado.

Bjs Zita

Gi disse...

Vim retribuir a visita e agradecer.
Estive a passear por aqui, a porta estava aberta, gostei especialmente da carta ao filho de um menino que vai ser pai. Uma ternura.

beijos

o alquimista disse...

A tarde caiu, o sol partiu
No do vago que resta do dia
A tua presença é luz que me aquece
Coração a navegar, inconstância
Nas águas puras desta lagoa
Uma hortensia murmura um rumor
Um milhafre o amor apregoa...

Bom resto de semana...


Doce beijo

inimaginavel disse...

:)
Salvar o mundo. Pelo menos o nosso mundo interior.

un dress disse...

canTo-de-ti-canTa-de-Ti-CaNTa!!!




*

pé descalço disse...

Nana

salvar o mundo soa bem
soa a Abril
se bem que eu já me contentava
se pudesse salvar Portugal
das falsas rosas plantadas
sob os cravos da Liberdade

Bj

magarça disse...

Feliz missão!